Tuesday, October 7, 2008

Não to de muito assunto hj, então vou falar do assunto do momento:


...a crise econômica.

Não sou nenhuma especialista e nem tenho a pretensão em ser, mas a crise foi desencadeada por uma coisa mais ou menos assim - os bancos disponibilizaram empréstimos a quem sabiam não podiam pagar, visando lucro rápido. Os bestas que tem os ói maior que o bolso foram lá e pegaram o empréstimo porque nesse país de consumo ninguém consegue parar de querer e querer e querer (inclusive eu, só que não sou louca). E eu não tô falando de empréstimo só pra comprar casa não, foi empréstimo pra comprar tudo e mais um pouco que não podiam.

O que acontece é que esse povo não sabe que muitas vezes a gente tem que começar de baixo pra um dia talvez chegar lá em cima. Esse povo queria morar na casa mais bacana do bloco (sendo que não podiam pagar), queria ter o carro do ano (sendo que não podiam pagar), queria ter o que aqui eles chamam de brinquedinhos (corvetes, snow mobiles, four wheelers, motos, etc, etc), enfim, querem ter a vida de Bollywood que infelizmente é pra poucos.

Eu já quis muito e ainda quero me mudar de casa. Não por não gostar, mas pela pouca praticidade da minha casa, principalmente quanto à lavanderia. Eu e hubby chegamos a olhar algumas casas e encontramos uma em particular que oferecia espaço e ainda era relativamente perto do centro, onde trabalhamos. Acontece que a casa exigia modificações (afinal eu nunquinha que iria dormir num quarto de tapete roxo e moldura rosa) e dinheiro pra tal e pra reforma era carta fora do baralho. Sentamos e fizemos uma conta bem próxima à realidade do que poderíamos pagar. E vimos que a gente podia pagar a prestação da casa! Bom demais, né?? Não! Porque eu e hubby queremos sim uma casa um pouco maior, mas não queremos ser house poor. Não queremos morar melhor sem ter dinheiro pra sair com o Gabe, pra ir a restaurantes, pra viajar, etc.

E é isso que muita gente aqui faz. Mora bemmmmm, mas não tem dinheiro pra mais nada. E como não há vida sem diversão, acabam contraindo dívidas pra ter um estilo de vida que não podem pagar.

E esse povo deu o cano, principalmente os que pegaram empréstimos sem juros fixos. E tem banco quebrando, gente sem casa e milhares de indivíduos sem nenhum crédito pra recomeçar. Mas os presidentes e executivos desses bancos continuam ricos. E aí, de quem é a culpa?

Na minha relez opinião, é de todo mundo. Dos FDP dos executivos e daqueles que tem os óião maior que o bolso, pra não dizer outras coisas e não ofender ninguém. Ahhhhh e claro, do governo também! Esse a gente não pode esquecer de culpar.

No final, nós que não temos muito com isso, acabamos pagando o pato. A classe média (não tô falando da classe média do McCain - classe média pra ele é quem faz menos de $5 milhões por ano, afffffffffeeeeeeeeeeeeeeeeeee, se for assim sou quase que uma indigente!) está perdendo poder de aquisição e só cego que não tá vendo isso. Eu ando com medo. Não sei se conseguiremos sair dessa fácil como Bush tem dito não. Espero estar errada!

2 comments:

cris said...

Boa Bé... Cê tá inspirada, né/
Mas é isso mesmo, se vc vive bem de pertinho com essa situação aí, imagina aqui no Brasil que temos contato apenas com reportagens manipuladas. Quem não se interessa acha que é tudo normal. Tá vendo que um dia a casa cai?
Bjbjbj procê

Camila said...

É Beh a situação tá ficando preta mesma. Outro dia eu vi uma pessoa falando na TV "Quanto maior a festa maior a ressaca". E essa é a grande verdade. Vivemos quase 80 anos (pós-crise de 29) de consumo exacerbado e de desenvolvimento econômico sem estar atrelado ao desenvolvimento social. Chega uma hora que o sistema não aguenta. E acho que este é o momento. Aqui no Brasil, se o monstro da recessão vingar, nós vamos sofrer sim mas acho que estamos mais fortes do que há 10 anos atrás. A economia do país não pára de crescer e já somos comparados a China em termos de crescimento.
Enfim....só estou pensando alto!
Espero que a queda não seja maior do que já esperamos!
Bjsss