Sunday, November 30, 2008

Fui e gostei

Fomos as 7 da matina pro mall e gostamos. Não tinha trânsito, estacionamos tranquilamente e fizemos compras tranquilamente. Seria a crise? Ou sorte? Não sei. Tava bem cheio, mas nada terrível como o Kurt dizia que era.
O único inconveniente foi carregar as sacolas, precisava muito de um marido nessa hora!
Comprei uns bagulhetes na Sephora (que não tinha NENHUMA promoção, mas eles me mandaram um coupon de $15), comprei bota baratenha, blusas, calça jeans pro Kurt e foi só.
Não estou com a veia consumidora muito ativa não (imagina se estivesse!!!).
Enfim, ano que vem eu volto! Gostei!

Thursday, November 27, 2008

Thanksgiving

Hoje é feriado, amanhã emenda e eu sumi porque trabalhei só na segunda e tirei folga no resto.
Amanhã é dia de loucura total do consumo. Algumas lojas irão abrir à meia-noite e outras, a maioria, às cinco da manhã. O preços são super tentadores, mas a bagunça espanta. Eu nunca fui, amanhã talvez eu vá.
Jana quer ver qual é!
Depois conto.

Videozinhos curtinhos

video

video

Friday, November 21, 2008

A primeira neve é sempre bonita

Mas assim que você põe os pés fora de casa já começa a odiar a neve novamente.
Dirigir e andar devagar, limpar o carro pra pode enxergar, fica tudo uma meleca, nemmmmmmmm...
E pra completar hoje é dia de velório.
Tá igual cena de filme, mas infelizmente é vida real.

Thursday, November 20, 2008

Santa Fada dos Tetés


Dicionário - teté = bico, chupeta
Ontem recebi uma ligação da escola do Gabe dizendo que eles tinham duas crianças com "Impotego" e que o Gabe estava com uma manchinha vermelha no queixo. Queriam que eu fosse buscá-lo e só poderia voltar pra escola se tivesse um atestado médico dizendo que ele não tinha o tal. Minha primeira reação: o que nesse mundo de Deus vem a ser Impotego e como que fala isso e como que escreve isso??????? Eu ficava pedindo pra professora repetir o nome toda hora!
Enfim, olhei na net e trata-se de uma bactéria que dá na pele e é altamente contagiosa. Mas é uma coisa simples de tratar e não deixa nenhuma consequência.
Então lá fui eu buscar meu pequeno pra levar no médico. Acontece que a tal da mancha vermelha era minúscula, mal dava pra ver (vou até tentar tirar uma foto pra ilustrar o post). Mas mesmo assim, só podia levar ele pra escola com o atestado médico e lá fui eu. A médica não demorou nem meio segundo pra constatar que não era nada. Eu comentei que as vezes o Gabe tem essas manchinhas na boca e que eu acredito que seja por causa do teté. A médica mais do que depressa disse que tá na hora dele parar de chupar teté.
Saí da médica decidida a tirar o bendito do teté do Gabe. Sentamos no chão com papel, envelope, canetinhas perigosas (as que a Jana deu, affffeeeeeee, esse menino só vai vê-las de novo quando completar 18 anos!) e tetés. Falei pra ele (em português, okay?!) que a fada dos tetés viria hoje a noite buscá-los pra dar pras crianças pequenas e pobres que não tem condições de comprá-los. Falei que ele já era quase que um rapaz e que não precisava mais dos tetés (durante esse discurso todo ele só queria saber das canetinhas, nem olhou pra minha cara). Fizemos uma "carta" pra fada dos tetés e o Gabe mesmo os colocou dentro do envelope e se despediu. Disse a cada um : "bye bye teté" (muito fofo diga-se de passagem!).
Fiquei morrendo de medo porque o Gabe só dorme com teté na boca e cobertor na mão, mas confiante que aquela balela toda tinha entrado na cabecinha dele. Na hora de dormir ele resmungou várias vezes pedindo, mas eu falava toda hora a história de novo e ele se acalmava. Acabou dormindo sem.
Quando o Kurt chegou em casa, o Gabe tava na cama resmungando de novo, pedindo o bendito. O coitado do meu marido ficou 5 minutos procurando um bico pela casa!!!!!!!!!!!!
Mas enfim, a noite correu melhor do que eu esperava. Ele acordou algumas vezes, pediu, mas quando eu dizia que ele se despediu dos tetés e que não iria mais vê-los, ele dormia conformado!
Mas como o Gabe é uma pessoa insistente, persistente, pelinha e mandão, tô aguardando o feedback da professora hoje e a próxima noite!
Dedos cruzados e rezem pra fada dos tetés!
Volto depois com fotos ilustrativas.

Monday, November 17, 2008

Tropa de Elite - osso duro de roer mesmo!

Aviso: post divagador. Talvez vc tenha dificuldade pra acompanhar as idéias desencontradas!
Eu e Kurt resolvemos a pouco tempo que já é mais que hora de nos plugar novamente nos filmes. Então, se o filme não é apropriado pro Gabe, faço uma forçona pra ficar acordada até mais tarde e assistir. Tô adorando, porque estava completamente desplugada das novidades. Assinamos o Netflix. Funciona assim: você paga 9 doletas por mês, faz uma lista na net de filmes que quer assistir e eles te mandam 1 de cada vez (no caso do nosso plano, tem outras opções tbém). Tudo pelo correio, bem conveniente e bem rápido. Amei! Haaaaaaa e tem alguns filminhos e séries que vc pode assistir pela net também. Então, levando em conta que 1 filme lançamento na Blockbuster fica em torno de uns $4,50, vale super a pena.
Estava aguardando ansiosamente o filme Tropa de Elite, que estava na lista mas ainda não estava disponível. Chegou no sábado. Eu já havia visto, mas queria muito que o Kurt visse também. Assistimos ontem e eu devo dizer que fiquei com vergonha, muita vergonha do meu país. Expliquei pro Kurt que o filme contava uma história fictícia (como escreve?!), mas que no fundo aquilo tudo ali acontecia mesmo. O tráfico de drogas controla o Rio de Janeiro, a polícia é, em sua maioria, corrupta mesmo e a justiça do papel já passa longe dali faz tempo.
O Kurt é uma das pessoas mais honestas que eu conheço. Só pra ilustrar, um amigo uma vez teve a moto roubada e pediu que o Kurt o ajudasse. Ele conversou com algumas pessoas e tals, mas não fez muita coisa, mesmo porque não tinha muito o que fazer. Acabou que acharam a tal da moto e o amigo ficou super agradecido e deu pro Kurt um cartão com $50 pra um restaurante. O Kurt achou um absurdo e não quis o presente de jeito nenhum. Então, compara com alguns policiais no Brasil. $50 seria só pra começar a pensar em abrir a boca pra tentar fazer alguma coisa!!!
Eu ainda acho a corrupção um absurdo, mas cresci vendo e acaba que a gente pensa que é fato corriqueiro (não vou dizer normal porque não é) e que nunca vai mudar. Mas pensa comigo como é pra um estrangeiro, policial honesto e orgulhoso do que faz, ver um filme desses. Ver policiais fechando os olhos pro tráfico de drogas, pra violência. E os honestos, tendo que sair da lei pra poder trabalhar. A única opção que resta aos honestos é chegar matando. E devo dizer que concordo. Podem jogar pedras, mas não venham falar em direitos humanos. E traficante lá liga pra direitos humanos? Aquela raça pra mim é o lixo da humanidade.
Eu gostei muito do filme também por mostrar que quem alimenta o tráfico e está DIRETAMENTE ligado à violência são, dentre outros, os "inocentes e pacíficos" fumadores de maconha. Fico imaginando a cara do filhinho de papai, gente boa, bacanérrimo, super consciente e engajado, mas que fuma unzinho todos os dias, em nome da paz, vendo o filme e, pelo menos eu espero, caindo na real que contribui diretamente com o monstro da violência que tomou conta do Brasil.
Eu tenho muitos, muitos defeitos, e pra algumas pessoas um deles é o fato de ser super careta pra algumas coisas. E uma delas são as drogas. Sempre horrorizei mesmo, sempre condenei mesmo e vou continuar horrorizando.
Não estou aqui dizendo que o tráfico de drogas só existe no Brasil. Se fosse assim meu marido não teria emprego! Aqui também tem. E tem policial corrupto também.
Mas infelizmente no Brasil e no Rio, o tráfico venceu. Aqui ainda não.

Wednesday, November 12, 2008

Sumi

To num momento não sei se caso ou se compro uma bicicleta.
Volto logo com assuntos aleatórios!

Wednesday, November 5, 2008

Yes they can!

Eu tento sempre ficar caladinha, quieta no meu canto, principalmente no meu trabalho, um antro de republicanos.
Desde o início sou mais Obama e espero que ele prove que todos esses republicanos radicais à minha volta estavam errados.
Eu acredito nele e estou muito feliz em ver amigos negros cheios de orgulho de terem chegado lá. Não acredito que tenha sido uma eleição baseada na cor da pele de ninguém e sim no desejo de mudança.
O Gabe acordou hoje de manhã e disse: "I wanna see Obama!"
E é claro que ele estava em todos os canais na TV!
Xô Bush!
Go Obama!

Saturday, November 1, 2008

Halloween - parte 2 e 3

Então, vou colocar umas fotos do Halloween na escola do Gabe. Eles estavam lindos e consegui tirar uma foto do Gabe com a Paige, uma das coleguinhas que ele mais gosta! As festinhas da escola dele são bem sem graça. Não é que nem no Brasil, onde eles ensaiam alguma coisa pra cantar ou falar, ou dançam. Nada disso. É aquela coisa meio que ninguém sabe muito o que dizer ou fazer.



E a outra e divertida parte do Halloween que eu queria contar foi depois do "trick or treat". A cesta do Gabe já tinha mais pirulito e chocolate do que eu jamais vou deixar ele comer e resolvemos voltar pra casa da Jana pra dar doces. Colocamos as cadeiras quase que no passeio e a Jana trouxe o cesto cheinho de chocolates pra dar. Acontece que algumas pessoas passavam e simplesmente ignoravam a gente!

Amiga, o Georgetown Hills te despreza!!! Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Virgens de Halloween!

Pense em duas jacus da roça saindo de casa pra pedir doce na porta dos outros!!!
Nunca fizemos isso na vida, odeio pedir coisa pra quem não conheço, isso não faz parte da nossa cultura, masssssssssssssssssss... fazemos de tudo pra um filho/afilhado!
Antes de sair eu implorei pro David ir com a gente, mas não rolou. Ele tinha que ficar em casa pra dar doce pras crianças (leia-se jogar video game!).
E lá foram as duas criaturas mais sem graça da face da terra pro famoso "trick or treat"! Eu queria entrar na cola de algum grupo já formado, mas a Jana que não tinha que ir efetivamente na porta de ninguém não aderiu a minha idéia.
Foi até fácil, principalmente porque a gente só foi na casa de quem estava sentado do lado de fora esperando pelas crianças. Quem tava com a luz acesa (sinal de que vc está disposto a participar)mas não tava do lado de fora não teve as mais ilustres visita da região. Do "Lil' Spitfire" Gabe e da "Giraffe" Melzinha. Esses dois foram a sensação do Georgetown Hills (Jana mora em condomínio com nome e tudo, fina!). Todo mundo parava pra falar que o Gabe tava fofo e perguntar como a Melzinha pode ser um ser tão pequeno e tão fofo.
Acabamos nos divertindo e o Gabe que achei que não iria entender nada entrou super no clima! Ele apontava pras casas decoradas e dizia: "I wanna go therrrrre". E as vezes soltava um "trick or trick" tbém! O povo que mora perto da Jana se empolga geral. Tinha muita gente na rua.



A primeira foto é pra mostrar gente na rua. Raridade por aqui. Só em dia de Halloween mesmo. Depois as sensações do dia e na última o Gabe se escondeu atrás de mim mas quis mostrar como o povo entra no clima!